FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:


DESTAQUES

PTM IBRICA

Sobrevoando o Porto de Aveiro #1 | 2014 | VDEOFOTO

Jardim Oudinot | Fotos Areas| 2014 | VDEOFOTO

Exerccio/Simulacro Porto Seguro 2013 (Vdeo-foto 1)

Porto de Aveiro em movimento #1 | 2014 | VDEOFOTO

Sobrevoando o Porto de Aveiro #2 | 2014 | VDEOFOTO

Bicentenrio da abertura da Barra de Aveiro

Praia da Barra Fotos de outros tempos

Excurso dos Empregados Superiores do Dirio de Notcias a Viseu e Aveiro - 1930


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo


Publicidade

FOTOS

 Farol da Barra de Aveiro em dia de nevoeiro

Farol da Barra de Aveiro em dia de nevoeiro
SLIDESHOW



AMT
Portos de Leixes e Aveiro atingiram as respectivas melhores marcas de sempre

Com crescimentos de 0,4% e 8,7%, os portos de Leixões e Aveiro «atingiram as respectivas melhores marcas de sempre» nos primeiros quatro meses do ano refere a AMT. Leixões movimentou um total de 6,2 milhões de toneladas (tendo uma quota de 20,9%) ao passo que Aveiro processou 1,8 milhões (responsabilizando-se por 6% do total nacional).

Destaca o organismo que entre os «mercados com variações positivas que mais contrariaram a pressão negativa» estão, em Leixões, «a carga Ro-Ro (+18,5%), Outros Granéis Sólidos (+16,4%) e Produtos Petrolíferos (+5,4%), em Aveiro, os Produtos Petrolíferos (+54,9%), Produtos Agrícolas (+25%) e Outros Granéis Sólidos (15,9%), e em Lisboa e Setúbal, os Outros Granéis Sólidos (+7,7% e +8,9%, respectivamente)».
Leixões foi o porto que mais quota ganhou

Entre Janeiro e Abril, o porto que mais quota de mercado nacional ganhou foi Leixões, tendo crescido, ressalva a AMT, «+2,1 pontos percentuais para 20,9%». Na senda do porto nortenho está o Porto de Lisboa, que avançou «+1,1 pontos percentuais para 13%». Este pódio completa-se com Aveiro, «com +1 ponto percentual para 6%», continuando, ainda assim, «sendo precedido por Setúbal» no ranking, já que o porto sadino «detém uma quota de 7,3% após aumento de 0,5 pontos percentuais».

fonte








Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Poltica de Privacidade

feed
mapa
Publicidade