FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:


DESTAQUES

PTM IBÉRICA

Sobrevoando o Porto de Aveiro #1 | 2014 | VÍDEOFOTO

Jardim Oudinot | Fotos Aéreas| 2014 | VÍDEOFOTO

Exercício/Simulacro “Porto Seguro 2013” (Vídeo-foto 1)

Porto de Aveiro em movimento #1 | 2014 | VÍDEOFOTO

Sobrevoando o Porto de Aveiro #2 | 2014 | VÍDEOFOTO

Bicentenário da abertura da Barra de Aveiro

Praia da Barra – Fotos de outros tempos

Excursão dos Empregados Superiores do «Diário de Notícias» a Viseu e Aveiro - 1930


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo


Publicidade

FOTOS

 Farol da Barra de Aveiro em dia de nevoeiro

Farol da Barra de Aveiro em dia de nevoeiro
SLIDESHOW



ACEDA AO DOCUMENTO
Relatório Final da Avaliação da Qualidade do Ar na Envolvente do Porto de Aveiro já foi apresentado

 A APA – Administração do Porto de Aveiro procedeu esta terça-feira, 11 de Agosto, à divulgação do estudo sobre a Avaliação da Qualidade do Ar na Envolvente do Porto de Aveiro, elaborado pelo IDAD – Instituto do Ambiente e Desenvolvimento.

O Estudo teve por objectivo avaliar a qualidade do ar, principalmente na parte urbana da Gafanha da Nazaré, e identificar eventuais riscos para a saúde pública devidos à movimentação no Porto de Aveiro de petcoke e outros granéis sólidos.

As três campanhas de monitorização levadas a cabo, uma no Inverno e duas no Verão, para ventos predominantes de norte a noroeste - aqueles que podem, na passagem pelo Terminal, arrastar poeiras para as habitações -, não evidenciaram situações de risco para a saúde pública, com os parâmetros medidos a respeitarem os limites recomendados na legislação aplicável.

As simulações efectuadas, em túnel de vento e em computador, permitiram conhecer melhor o encaminhamento de poeiras geradas na movimentação de produtos no Terminal de Granéis Sólidos e indicaram que, para a zona habitacional da Gafanha da Nazaré, a situação mais penalizadora é a ditada por vento do quadrante norte, ainda que o teor de partículas seja baixo, estimado em 9 microgramas, face a um limite legal de 50 microgramas.

O estudo elaborado pelo IDAD aponta medidas de minimização que, em parte, consagram a alteração de procedimentos já adoptada: pulverização com água do petcoke durante a movimentação e limitação da quantidade e da permanência do produto em cais. Complementarmente o IDAD recomenda que seja colocada uma barreira a norte do material em cais, a instalação de uma estação para a medição do teor em partículas no ar e a interrupção das operações de descarga para ventos superiores a 14 metros por segundo.

A APA irá acolher as recomendações e, em breve, começará a implementar estas medidas.

ACEDA AO RELATÓRIO (formato pdf)

VEJA O VÍDEO


 



Data: 2015-08-11

feed
mapa