FacebooktweeteryoutubehistorypinSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:


DESTAQUES

PTM IBÉRICA

Sobrevoando o Porto de Aveiro #1 | 2014 | VÍDEOFOTO

Jardim Oudinot | Fotos Aéreas| 2014 | VÍDEOFOTO

Exercício/Simulacro “Porto Seguro 2013” (Vídeo-foto 1)

Porto de Aveiro em movimento #1 | 2014 | VÍDEOFOTO

Sobrevoando o Porto de Aveiro #2 | 2014 | VÍDEOFOTO

Bicentenário da abertura da Barra de Aveiro

Praia da Barra – Fotos de outros tempos

Excursão dos Empregados Superiores do «Diário de Notícias» a Viseu e Aveiro - 1930


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo


Publicidade

FOTOS

 Farol da Barra de Aveiro em dia de nevoeiro

Farol da Barra de Aveiro em dia de nevoeiro
SLIDESHOW



Universidade de Aveiro lança Plataforma Tecnológica do Mar

A ligação às empresas “faz parte do código genético” da Universidade de Aveiro (UA) e a criação da Plataforma Tecnológica do Mar (PTM), agora lançada, é um novo contributo para esse desígnio, considera o vice-reitor Carlos Pascoal Neto.

“Numa altura de crise e em que é necessário aumentar a competitividade, é importante reforçar essa relação” entre os mundos académico e empresarial, assumiu em declarações ao Diário de Aveiro.

A UA está apostada em constituir plataformas tecnológicas para sectores-chave da economia. Depois da área agro-alimentar, em 2012, segue-se o mar. Porquê o mar?, pergunta o Diário de Aveiro. “Porque é um sector estratégico no nosso país”, responde Luís Menezes, coordenador da PTM.

Atendendo ao seu “elevado potencial”, Portugal “tem de ter um papel de vanguarda” nesta área, exorta o professor do Departamento de Geociências. Há “muitos anos” que a UA olha com interesse para o mar, desenvolvendo uma “investigação de excelência”, pelo que a nova Plataforma não representa um “arranque do zero” mas uma “inovadora” estratégia de trabalhar em conjunto com um número diversificado de parceiros à luz de uma nova “cultura de cooperação empresarial”. A PTM visa “juntar empresários, docentes e investigadores com vista à constituição de uma rede de competências no sector do mar”, explica.

“Todos os governos têm chamado a atenção para a importância deste sector. Agora terá de haver uma definição clara de políticas e passar à prática. Há muito a fazer”, adverte. A resolução de problemas relacionados com os riscos naturais ou a erosão costeira é um dos desafios que os agentes que operam nesta área devem olhar de frente, assinalou.

NOTÍCIA DO "DIÁRIO DE AVEIRO" PARA LER AQUI


 



Data: 2013-02-24

feed
mapa
Publicidade