FacebooktweeteryoutubeflickrSlideshare
Get flash player to play to this file
FACEBOOK
NEWSLETTER

Remover e-mail da newsleter:


DESTAQUES

PTM IBRICA

Sobrevoando o Porto de Aveiro #1 | 2014 | VDEOFOTO

Jardim Oudinot | Fotos Areas| 2014 | VDEOFOTO

Porto de Aveiro em movimento #1 | 2014 | VDEOFOTO

Sobrevoando o Porto de Aveiro #2 | 2014 | VDEOFOTO

Bicentenrio da abertura da Barra de Aveiro

Praia da Barra Fotos de outros tempos

Excurso dos Empregados Superiores do Dirio de Notcias a Viseu e Aveiro - 1930


METEO
Tempo Aveiro
LINKS

Figueira
Arquivo


Publicidade

FOTOS

 Prncipe das Mars

Prncipe das Mars
SLIDESHOW


ARQUIVO HISTRICO-DOCUMENTAL DO PORTO DE AVEIRO

O Porto de Aveiro disponibiliza, desde 3 de Abril de 2009, na web, o portal do Arquivo Histórico-Documental da APA (AHDAPA). São milhares de documentos de inegável valia histórica à disposição de todos os cibernautas, numa iniciativa pioneira em Portugal, no que reporta às administrações portuárias.



6.225 COMBOIOS, MILHARES DE CAMIES RETIRADOS DA ESTRADA

Esta sexta-feira, 27 de Março de 2020, cumprem-se dez anos da inauguração oficial do Ramal Ferroviário do Porto de Aveiro.

Nesta década circularam pelo ramal um total de 6.225 comboios, tendo chegado a atingir o valor de 4 composições diárias no período de um ano, equivalendo a uma cota modal de 30% para a exportação e de 15% para o total do tráfego.

Assinalando a efeméride, difundimos hoje newsletter temática, respigando alguns artigos publicados no nosso portal ao longo da década.
 



NA SEDE DO PORTO DE AVEIRO

O Governo lançou esta quinta-feira, dia 30, no edifício-sede do Porto de Aveiro, o concurso público para concessão do Forte da Barra de Aveiro, em Ílhavo.

A cerimónia foi presidida pela Secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, tendo contado ainda com intervenções da Presidente do Porto de Aveiro (Fátima Lopes Alves), Vice- Presidente do Turismo de Portugal (Teresa Monteiro), Presidente da Câmara Municipal de Ílhavo (Fernando Caçoilo), e de Carlos Caetano, autor da monografia histórica artistíca alusiva ao Forte da Barra de Aveiro.
O concurso, lançado ao abrigo do Programa REVIVE, tem um prazo para apresentação de propostas de 90 dias.



Se em Espanha a imagética de um povo está associada ao placard de um touro negro nas lezírias, em Portugal ela traduz-se em muito no ideário construído pelo Estado Novo à volta bacalhau, em que se quis tornar a arte dura de pescar nos mares do Norte herdeira das viagens de 1500.



FAROL DE AVEIRO - COMEOU A FUNCIONAR A 15 DE OUTUBRO DE 1893

O farol de Aveiro ou farol da Barra é o maior farol de Portugal. Fica localizado na praia da Barra, cidade da Gafanha da Nazaré, concelho de Ílhavo, distrito de Aveiro. Foi, à data da sua construção, o sexto maior do mundo em alvenaria de pedra, continuando a ser actualmente o segundo maior da Península Ibérica, estando incluído nos 26 maiores do mundo. É uma torre troncónica com faixas brancas e vermelhas e edifícios anexos.
A escadaria é composta por 271 degraus em pedra e em forma de caracol. Custou ao Estado Português a quantia de 51 contos (€ 255,00).



DESCOBRINDO O NAVIO-MUSEU SANTO ANDR

No convés principal, ao centro do navio, estão instalados o guincho de manobra de redes, o sistema de roldanas, as patescas, as portas de arrasto e a rede, componentes essenciais na pesca. O guincho é operado por dois guincheiros.



VIAJANDO PELA HISTRIA

Tanto quanto nos diz a memória, a Festa da Senhora dos Navegantes, da nossa meninice, tinha a marcá-la, como pormenor mais típico, a procissão até ao mar, para além do que era habitual em festas com um misto de religioso e profano. Acontecia na última segunda-feira de Setembro, pois no domingo anterior havia a festa da Senhora da Saúde, na Costa Nova.
A festa do Forte atraía mais os povos de Aveiro e Gafanha da Nazaré e a da Senhora da Saúde era mais ao gosto das pessoas de Ílhavo e Gafanha da Encarnação.



O encerramento do Seminário será dedicado à apresentação dos trabalhos arqueológicos desenvolvidos em Ílhavo, que visam descortinar o passado mais longínquo, num período em que a inexistência de documentação poderia comprometer a reconstrução da história do município.

Maria Beatriz Marques e Liliana Gomes (Universidade de Coimbra), Mário Bruno Pastor (Universidade Católica), Manuel João Senos Matias (Universidade de Aveiro) e António Valera (ERA - Arqueologia) serão os especialistas oradores dos vários painéis que compõe o evento.



ESTA SEGUNDA-FEIRA, 10 DE JUNHO

Esta segunda-feira, 10 de junho, o Ciclo de Iniciativas “Sentidos de Mar” regressa com a proposta de uma visita guiada ao ”Porto de Aveiro - pesca e outras indústrias, a história das histórias”.
Ao longo desta visita às áreas mais emblemáticas do Porto de Aveiro, as histórias e os seus protagonistas “saltarão” dos documentos históricos para a paisagem e viajar-se-á desde o tempo em que a barra da Ria de Aveiro se localizaria, instavelmente, algures entre a Vagueira e Mira até ao momento que o porto passa a ser gerido por uma sociedade anónima, ainda que detida por capitais públicos.



O Porto de Aveiro recebeu, sexta-feira, a visita de um grupo de participantes das Jornadas Europeias do Património, organizadas pela ADERAV.
O grupo, constituído por 30 pessoas, teve oportunidade de conhecer e partilhar memórias do Porto de Aveiro e do litoral português nesta região, a partir dos testemunhos inscritos nas estruturas físicas, documentação histórica/documental e cartografia antiga.



ESTA SEXTA-FEIRA

A ADERAV associou-se mais um ano à Direção Geral do Património Cultural, para a celebração das Jornadas Europeias do Património, este ano dedicadas ao tema "Partilhar Memórias".

Em colaboração com a Administração do Porto de Aveiro, vai levar a efeito uma visita ao Porto de Aveiro, esta sexta-feira, dia 28 de setembro, onde se pretende dar a conhecer e partilhar memórias do Porto de Aveiro e do litoral português nesta região, a partir dos testemunhos inscritos nas suas estruturas estruturas físicas, documentação histórica/documental e cartografia antiga.



HOMENS DO MAR

O Capitão José Pelicas Gonçalves Bilelo (19202000), nasceu em Ílhavo a 19 de Fevereiro de 1920. Acabou o Curso de Pilotagem da Escola Náutica em 1942, tendo obtido a cédula de inscrição marítima nº 23945, passada pela capitania do porto de Aveiro, em 23 de Dezembro de 1942.



HOMENS DO MAR

David Marques iniciou a pesca ao bacalhau, na campanha de 1948, como piloto do arrastão Senhora das Candeias, sob o comando de José Gonçalves Vilão, tendo como imediato Manuel Santos Marnoto Praia, de Ílhavo. Fora a estreia do arrastão.
O Senhora das Candeias foi mandado construir pela Empresa de Pesca de Viana nos Estaleiros Navais da mesma cidade.
Nas safras de 1949 a 54, estreou-se na pesca à linha, durante seis viagens, como imediato do navio-motor, de madeira, Capitão Ferreira, sob o comando de seu pai, Capitão António Marques.



DESCOBRINDO O NAVIO-MUSEU SANTO ANDR

É o local onde se concentram os equipamentos que permitem controlar a navegação em viagem e garantir a segurança do navio durante as operações de pesca. Com o radar detectam-se navios e icebergues; com a sonda localizam-se os cardumes. Na mesa de navegação traçam-se rumos e calculam-se distâncias.



DESCOBRINDO O NAVIO-MUSEU SANTO ANDR

Aqui se instala o mecanismo de rotação do leme, do qual depende o governo do navio. Junto à casa do leme estão os camarotes dos homens da máquina: o 1.º maquinista ou chefe de máquinas, os 2.º e 3.º maquinistas, o eletricista e quatro ajudantes de maquinista.
 



DESCOBRINDO O NAVIO-MUSEU SANTO ANDR

É o “coração” do navio. Aqui se instalam os equipamentos necessários à vida a bordo. O trabalho dos maquinistas e do eletricista era muito intenso. Durante um turno, os homens trabalham ininterruptamente em condições difíceis devido ao ruído e à exiguidade do espaço.
 



AT 25 DE OUTUBRO, NO MUSEU MARTIMO DE LHAVO

Resultado de um rigoroso trabalho de restauro da coleção de fotografia antiga da Administração do Porto de Lisboa, SA, a exposição retrata a vida portuária lisboeta nos primeiros quartéis do século XX.
As 75 imagens que integram a exposição foram seleccionadas entre mais de 6 000, o número aproximado que compõe a coleção, e impressas a partir dos seus negativos em vidro.



O veleiro “Santa Maria Manuela” (SMM), propriedade da empresa ilhavense Pascoal, encontra-se a participar na Mediterranean Tall Ships Regatta 2013 – prova internacional que conta com a participação de quase 30 grandes veleiros, oriundos de vários países – e, aquando da sua passagem por Barcelona, voltou a dar nas vistas.



NAVIO PORTO DE AVEIRO INAUGURADO A 5 DE JULHO DE 1968

Mais uma vez o porto de Aveiro esteve em festa com um acontecimento de certa envergadura não só para a região mas também para o país, aconteceu isso a 05/07/1968. Iniciou pela primeira vez, um barco nacional, baptizado com o nome de PORTO DE AVEIRO carreira para o Ultramar Português, levando vinho a granel.



VIAJANDO PELA HISTRIA EM VDEOS

Almirante Fernando Quintanilha Mendonça Dias, Ministro da Marinha, visita o navio-cisterna "Porto de Aveiro", ancorado no Cais da Rocha de Conde de Óbidos em Lisboa, destinado a transportar vinho para o Ultramar.





Newsletter: Subscrever | Newsletter: Cancelar | Poltica de Privacidade

feed
mapa
Publicidade